REFRIGERAÇÃO COMERCIAL ONLINE

Curso de Refrigeração Comercial e Camara frigorifica

Para iniciantes em câmara frigorifica e para profissionais que já trabalham com refrigeração e climatização agregarem mais conhecimento e outra categoria profissional.

O que você aprenderá

 

Projetos, diagnósticos, manutenções e consertos de refrigeração comercial e câmaras frigorificas
A consertar, diagnosticar e projetar balcões expositores de resfriado e congelado com compressores externos e seus componentes de refrigeração
Aprender a programar os Controladores eletrônicos de congelado e resfriado para camaras e balcões
Aprender a baixar e usar um programa para calculo de carga térmica para camaras frigorificas
Aprender a ler diagramas elétricos de quadro de potencia e comando das unidades condensadoras
Aprender a usar as diversas tabelas de capacidades dos fabricantes de refrigeração comercial
Aprender alguns métodos mais eficiente para dar carga de gás em equipamentos de refrigeração de grande porte
Aprender a confeccionar as tubulações frigorificas das camaras e balcões
E vai aprender um monte de dicas e macetes que poderão ser aplicados em campo.

Requisitos

- Ter conhecimento de refrigeração básica

- Conhecer solda, instrumentos e ferramentas de refrigeração.

- Ter conhecimento de elétrica

Entenda o Curso

                                                                              

Dedicado a projeto, instalação e manutenção de equipamentos de refrigeração comercial e camaras frigoríficas, os alunos vão assistir na plataforma 285 vídeos aulas com acesso Vitalício, desde o começo das unidades condensadoras até a montagem final dos equipamentos em uma camara fria virtual, com seus cálculos e dimensões, tudo especificado através de tabelas dedicadas e manuais de acordo com seus fabricantes.

Como são as aulas: divididas em seções alfabéticas, sendo a primeira aula classificada com a letra A e dentro daquela seção as aulas ganham capítulos, exemplo: A1, A2, A3 assim por diante, até que aquela seção ou módulo assim dizendo, mude para outro assunto da evolução do curso, e ai o aluno tera um teste de múltipla escolha, responda para poder prosseguir com as aulas.

Junto das vídeo aulas  seguem uma quantidade enorme de PDF totalizando 105 arquivos dos maiores fabricantes de equipamento de refrigeração comercial do pais, em pastas , o conteúdo didático contem manuais, catalagos, apostilas, tabelas e imagens intuitivas. Atrelado a isso tudo, tem o suporte as aulas por email, e o acesso ao grupo de alunos no whatsapp.

E por estes materiais videos e pdfs o aluno vai gastar muito pouco, e é um investimento pra vida toda, muitos técnicos que outrora só trabalhavam com refrigeração domestica e tinham seus ganhos moderados após UM  ano de pratica e muito dedicação alcançaram uma liberdade financeira nunca antes pensado, evidentemente que a teoria do curso é boa, mas precisa que o aluno tenha bastante dedicação e estude todo conjunto didático do curso online, boa sorte e boas aulas.

Para quem é este curso:

- Técnicos da área de refrigeração básica.


- mecânicos de refrigeração domestica e instaladores de ar split.


- Instaladores de split, técnicos de geladeiras, eletricistas de comandos.

 

CURSO DE REFRIGERAÇÃO COMERCIAL e

CÂMARA FRIGORÍFICA

de  $1.109,90  por $529,90

 ou até 12 x de $51,60

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO do curso em detalhes 

 

Módulo A. Unidade Condensadora

 

A1 - COMPRESSOR - CONDENSADOR - VENTILADOR - CAIXA DE CONEXÕES SIMPLES.

Teste do capítulo A1

A2 - PRESSOSTATO - VISOR DE GÁS - FILTRO - VALVULA ROTOLOK.

Teste do capítulo A2

A3 - ROTOLOK - FUSITE DO MOTOR - ETIQUETA COM CÓDIGOS - PRESSOSTATO FIXO - PORCA DO CARTER - RESISTENCIA DO CÁRTER

Teste do capítulo A3

A4 - VISOR DE OLEO - CONDENSADOR SOLDAR OU NÃO- CONDENSADOR MICRO CANAL EM DETALHES.

Teste do capítulo A4

A5 - UNIDADE CONDENSADORA ELGIN DUPLA, EM DETALHES

Teste do capítulo A5

Aula de apoio teórico "Introdução a Refrigeração Comercial"

 

Módulo B. Acessórios (componentes da refrigeração comercial).

 

B1 -  VÁLVULA DE EXPANSÃO T2

B2 -  VÁLVULA EXPANSÃO TE5, T12, T20, T55

B3 -  VÁLVULA DE EXPANSÃO ELETRÔNICA DE PULSO

B4 -  VÁVULA DE EXPANSÃO ELETRONICA DE PASSO

B5 -  VÁLVULA SOLENOIDE

B5.1 - VÍDEO DA MANUTENÇÃO DA SOLENOIDE.

B6 - PRESSSOTATOS REGULÁVEIS DE BAIXA E ALTA.

B7 - VÍDEO DA REGULAGEM DO PRESSOSTATO DE BAIXA.

B8 - PRESSOSTATTO DE CARTUCHO FIXO.

B9 - PRESSOSTATO DE ÓLEO COM RETARDO.

B10 - VÍDEO DO PRESSOSTATO DE ÓLEO.

B11 - VISOR DE GÁS.

B12 - VIDEO DO VISOR DE GÁS - OPERAÇÃO - SOLDA - MONTAGEM -

LIVE COM ALUNOS, TIPOS DE VÁLVULAS DE EXPANSÃO

TESTE DO MÓDULO B

 

Módulo C. Continuação de acessórios

 

C - CONTINUAÇÃO DE INTRODUÇÃO DE ACESSÓRIOS.

C1 - FILTRO SECADOR DE LÍQUIDO.

C2 - FILTRO SECADOR COM NÚCLEO.

C3 - FILTRO DE SUCÇÃO DESCARTAVEL.

C4 - TANQUE SEPARADOR DE ÓLEO.

C5 - TANQUE ACUMULADOR DE SUCÇÃO.

C6 - TANQUE PULMÃO DE ÓLEO.

C7 - BÓIA DE NÍVEL DE ÓLEO.

C TESTE DO MÓDULO C

 

Módulo D. Compressores Herméticos

 

D - INTRODUÇÃO DA VÍDEO AULA 04

D1 - APRESENTANDO OS COMPRESSORES HERMÉTICOS ALTERNATIVOS E SCROLL.

D2 - COMPRESSOR HERMÉTICO MANEUROP - COMPONENTES INTERNOS - NOMENCLATURA.

D3 - COMPRESSORES SCROLL DANFOSS - NOMENCLATURA - CAPACIDADE - TENSÃO - APLICAÇÃO - TIPO DE GÁS.

D4 - COMPRESSOR HERMÉTICO MANEUROP - CARGA TÉRMICA EM BTUS E QUILOCALORIAS - DICA DE CARGA DE GÁS POR PESO.

D5 - COMP. HERMÉTICO MANEUROP - ENVELOPE DE APLICAÇÃO POR TEMPERATURA

LIVE COM ALUNOS SOBRE DICAS DE CARGA DE GÁS POR PESO

 

Módulo E - Continuação de Compressores Herméticos

 

E - INTRODUÇÃO

E1 - COMPRESSOR ELGIN HERMÉTICO ALTERNATIVO

E2 - COMPRESSOR ELGIN - VÁLVULA ROTOLOK

E3 - COMPR. ELGIN HERMÉTICO - DICA DE CARGA DE GÁS POR HP

E4 - COMPR. ELGIN HERM. - COMO CALCULAR O VOLUME DO TANQUE DE LÍQUIDO

E5 - COMPR. ELGIN HERM. - COMO DESCOBRIR A CAPACIDADE EM HP PELO MODELO DA ETIQUETA

E6 - COMPR. ELGIN HERM. - COMO ACHAR O HP PELA CORRENTE DE TRABALHO

E7 - COMPRESSOR TECUNSEH - DADOS TÉCNICOS

E8 - COMPR. TECUNSEH HERM. - CLASSIFICAÇÃO DE TEMPERATURA DE RETORNO LBP-MBP-HBP

E9 - COMPR. COPELAND HERMÉTICO - DADOS TÉCNICOS

E10 - COMPRESSOR ELGIN HERMETICO - CORTE TRANSVERSAL

E11 - COMPR. MANEUROP DANFOSS - CORTE TRANSVERSAL

E12 - COMPR. ELGIN SCROLL - DADOS TÉCNICOS

E13 - COMPR. COPELAND SCROLL

E14 - COMPR. SCROLL BLUE DANFOSS - NOÇÕES DE POMP DOWN ( RECOLHIMENTO )

E15 - COMPR. SCROLL BLACK DANFOSS - DADOS TÉCNICOS

E16 - SCROLL DANFOSS - DETALHES CONSTRUTIVOS

E17 - COMPR. ELGIN ROTATIVO ( ROLO ) - APLICAÇÕES E CARACTERÍSTICAS

E18 - COMPR. ROTATIVO DUPLO ( DUPLO ROLO ) - CARACTERÍSTICAS E BENEFICIOS

E19 - CONTINUAÇÃO DO ENVELOPE DE APLICAÇÃO DO GÁS 134a

E20 - CONTINUAÇÃO DO ENVELOPE DE APLICAÇÃO DO 134a + tabela de quilocaloria + início do envelope do gás 404A

E21 - REFERENCIA CRUZADA DE COMPRESSORES HEMÉTICOS ALTERNATIVOS

E22 - ENVELOPE DE APLICAÇÕES DOS GASES 404A E 507

E23 - SUPERAQUECIMENTO E SUBRESFRIAMENTO

E24 - DICA DE CARGA DE GÁS POR PESO KG

 

Móduo F - Compressores por dentro (retifica)

 

F - Introdução de compressores por dentro

F1- Mufla e válvula de segurança

F2 - Tubo da descarga - chicote do fusite - suporte da resistência

F3 - Explicando a mufla - tubo de descarga e retorno de fluido refrigerante

F4 - Entrada do gás pela sucção - protetor termico - sintomas que levam desarmar o térmico

F5 - DESCRIÇÃO DO COMPRESSOR COOPELAND ALTERNATIVO RECÍPROCO

F6 - Peças internas do compressor Maneurop recíproco

F7 - Entrada da sucção do motor coopeland e comparativo com maneurop

F8 - Compressor alternativo rotativo Elgin

F9 - Compressor alternativo scroll danfoss

F10 - Mecânica do compressor semi hermético reciproco bock

F11 - Parte elétrica e proteção do bock

F12 - Parte eletrônica e proteção bock

F13 - Semi hermético com variador de frequencies

 

Módulo G - Unidade Semi Hermética

 

G1 - Características principais da unidade semi hermética danfoss bock

G2 - Dica para troca rápida de filtro secador da linha de liquido

G3 - Explicando o funcionamento do visor de gás e do filtro de líquido

G4 - Dica para trocar o pressostato de alta cartucho (cebolinha)

 

Módulo H - Unidade Condensadora completa hermética danfoss

 

H - Descrição da aula H

H1 - Para que serve a pressão de sucção - controle de temperatura de condensação

H2 - Como fazer a carga de óleo no separador - Característica de funcionamento dp acumulador de sucção

H3 - O que acontece no evaporador quando enche de óleo, o que fazer? - No condensador fica óleo tambem - Quando usar separador e acumulador - dica de carga de óleo

H4 - Vídeo de uma carga de óleo em compressor hermético maneurop

H5 - Vídeo da caixa elétrica da unidade hermética completa danfoss

H6 - Explicação do vídeo da caixa elétrica

H7 - Considerações finais da aula H

 

Módulo I - Manual Heat Craft passo a passo #1

 

I1 - Manual Heatcraft capítulo 2 - Unidade Condensadora

I1.1 - Manual Heatcraft - Localização da Unidade Condensadora

I2 - Manual Heatcraft capítulo 3 - Evaporador Forçado

I2.1 Modelos dos Evaporadores de Acordo o Perfil

I2.2 - Localização e Montagem do Evaporador de Ar Forçado

I2.3 - Tabelas de Válvulas de Expansão Termostática

I2.4 - Linha de Dreno do Evaporador de Ar Forçado

I2.5 - Localização do Bulbo da Válvula de expansão

I3 - Manual Heatcraft capítulo 5 - Tubulação de Refrigeração

I3.1 - Isométrico da Tubulação Frigorífica

 

Módulo J - Manual Heat Craft #2

 

J1 - Manual Heatcraft parte 2 continuação do desenho da tubulação

J2 - Carga térmica e perda de pressão da tubulação frigorífica

J3 - Maneira correta para montar a tubulação e carga de gás por metro

J4 - Montagem da fiação elétrica

J5 - Procedimento para achar vazamento

J6 - Processo de Vácuo

J7 - Procedimento para carga de gás

J8 - Falando um pouco do SR 2015

J9 - Continuação da carga de gás

J10 - Start-up da unidade condensadora

J11 - Balanceamento do sistema e super aquecimento

 

Módulo K - Manual Heat Craft #3

 

K1 - Manual Heatcraft continuação #3

K1.1 - Regulagem da VET

K2 - Degelo e dicas na instalação

K3 - Sequencia de operação e ciclo de operação

K4 - Acessórios do sistema e dicas para substituição

K5 - Regulagem do pressostato de baixa

K6 -Óleo para compressor e adição por metro e temperatura

K7 - Manutenção preventiva do evaporador forçado

K8 - Sintomas de defeitos e ações sugeridas

K9 - Manutenção preventiva da unidade condensadora

K10 - Tabelas de star-up

K11 - Tabela de temperatura de alimentos

K12 - Tabela de refrigerantes (fluídos)

K13 - Tabela de temperatura x pressão

K14 - Tabela de válvulas de expansão (VET)

 

Módulo L - Tubulação Frigorífica

 

L - Introdução a tubulação frigorífica

L1 - Entendendo como funciona a tabela de tubulação

L2 - Como achar o tubo certo pela carga térmica da câmara

L3 - Explicando o que é a capacidade térmica da tabela

L4 - Continuação da explicação de como escolher a tubulação

L5 - Como achar o tamanho do motor usando a carga térmica

 

Módulo M - Unidade Evaporadora

 

M1 - Evaporador Bohn com dupla saída

M2 - Evaporador de baixo perfil saída unidirecional

M3 - Dicas para instalar o evaporador no teto da câmara

M4 Evaporador de médio perfil saída unidirecional

M5 - Evaporadores Delta Frio

M6 - Evaporador de alto perfil, evaporador de tanque (serpentina), evap. de túnel de congelamento

M7 - Evaporador Flex Cold de baixo perfil

M8 - Evaporadores Mipal e dicas de instalações

M9 - Evaporador Mipal de médio e alto perfil

Live com alunos, diferença de temp. do evaporação da camara de congelado.

Live com alunos, diferença de temp. de evaporação de camara de resfriado

 

Módulo N - Continuação de Evaporadores

 

N1 - Continuação de Evaporadores

N2 - Evaporador FTBN e FTBND

N3 - Evaporador TDS e TDSD

N4 - Evaporador FTC e FTCD

N5 - Evaporador TRF e TRFD

N6 - Evaporador FTH

N7 - Evaporador estático T (bombril)

N8 - Vídeo da ¨Resfriando¨ sobre evaporador e envelope de aplicação

N9 - Explicando a aula da ¨Resfriando¨ envelope de aplicação

N10 - Vídeo da ¨Resfriando¨ sobre delta do Evaporadr

N11 - Explicando o delta T do evaporador

N12 - Explicando umidade relativa do ar e o que afeta no delta T do evaporador

N13 - Vídeo da ¨Resfriando¨ do dreno do evaporador

N14 - Degelo a Gás quente

 

Módulo O - Troca de um compressor hermético danfoss

 

O1 - Dicas da troca de um compressor Hermético

O2 - Retirada do motor velho e colocação do motor novo (retificado)

O3 - Conexão da eletrica e das válvulas rotolok

O4 - Colocando para dar vácuo e noção de carga de gás

O5 - Colocando o motor para funcionar, regulando o pressostato de baixa e aferições finais

O6 - Vídeo extra, sintomas de defeitos

 

Módulo P - Limpeza com Fluído 141b

 

P1 - Limpeza com gás 141b introdução

P2 - Vídeo da limpeza com 141b

P3 - Explicando o procedimento do vídeo da limpeza.

P4 - Explicando sobre o processo de limpeza e pressão do sistema

P5 - Limpar ou não o tubo capilar, por que ?

P6 - Várias maneiras de injetar 141b e os acessórios usados nesta tarefa

 

Módulo Q - Instalação de uma unidade Semi Hermética danfoss.

 

Q1 - Instalação de uma unidade semi hermética danfoss

Q2 - Válvula rotolok, acumulador, separador, pressostato,

Q3 - Explicando o processo de carga de gás e ajustes

 

Módulo R - Quadro Elétrico da unidade hermética danfoss

 

R1 - Diagrama elétrico monofásico 220 volts

R2 - Diagrama elétrico trifasico 220 volts

R3 - Diagrama elétrico trifasico 380 volts

R4 - Vídeo mostrando os acessórios do quadro trifasico 220 volts

 

Módulo S - Apresentação do Controlador TC900

 

S1 - Apresentação do controlador Full gauge TC900E power

S2 - Funções das teclas do painel frontal

S3 - Explicação dos parâmetros da programação

S4 - Leitura dos parâmetros na parte do texto do manual

S5 - Ligação elétrica do controlador

S7 - Dicas de subresfriamento e superaquecimento do sensor 3

S8 - Continuação de elétrica do controlador

S9 - Como baixar o manual do controlador full gauge

 

Módulo T - Esquema elétrico do quadro de comando da câmara

 

T1 - Comparativo elétrico do controlador TC900Ri power com TC900E power

T2 - Explicando as ligações elétricas dos componentes

T3 - No estado inicial do controlador, quais componentes são acionados

T4 - Onde ligar os sensores no controlador e nos equipamento de refrigeração

T5 - Diferença de conexão do sensor do TC antigo para o tc novo

T6 - Onde liga cada fio do esquema elétrico do TC900Ri po

T7 - Qual é a ligação feita pelo instalador dentro da caixa de controle da camara

T8 - Uma dica rápida se o quadro for 220 volts monofásico, fase + neutro (380 volts 3 ~ )

T9 - quadro de comando de um balcão ilha de congelado

 

Módulo U - Programação passo a passo do TC900 Full Gauge

 

U - F00 modo de funcionamento do controlador

U1 - F01 Degelos por programação horária

U2 - F02 Diferencial de controle histerese

U3 - F3 Minimo set point permitido ao usuario final

U4 - F04 Máximo set point permitido ao usuario final

U5 - F05 Retardo na partida (energização)

U6 - F06 Alarme de temperatura ambiente baixa em S1

U7 - F07 Alarme de temperatura alta no ambiente S1

U8 - F08 Tempo em refrigeração (intervalo entre degelos)

U9 - F09 Tempo minimo do compressor ligado

U10 - F10 Tempo minimo do compressor desligado

U11 - F11 Situação com sensor ambiente S1 desconectado

U12 - F12 Degelo na partida do instrumento

U13 - F13 Temperatura no evaporador para determinar fim do degelo

U14 - F14 Duração do degelo

U15 - F15 Ventilador ligado durante o degelo

U16 - F16 Tipo de degelo

U17 - F17 Indicação de temperatura gravada durante o degelo

U18 - F18 Tempo de drenagem (gotejamento do evaporador)

U19 - F19 Temperatura do evaporador para retorno do ventilador após drenagem

U20 - F20 Tempo máximo para retorno do ventilador após drenagem (fan delay)

U21 - F21 Modo operação do ventilador durante a refrigeração

U22 - F22 Parada do ventilador por temperatura alta no evaporador

U23 - F23 Deslocamento da indicação da temperatura ambiente (off set)

U24 - F25 Números de degelo por dia (segunda a sexta) .

U25 - Sitrad pró entenda um pouco do programa

U26 - F32 Set point econômico (SPE)

U27 - F33 Diferencial do set point econômico (histerese)

U28 - F34 Tempo de porta fechada para entrar em modo econômico

U29 - F35 Diferença de temperatura abaixo do qual é ativado o set point econômico

U30 - F36 Diferença de temperatura acima da qual é ativado o set point econômico

U30 - F36 Diferença de temperatura acima da qual é ativado o set point normal

U31 - F37 Tempo máximo do set point econômico

U32 - F38 Limite de temperatura para fast freezing

U33 - F39 Tempo máximo de fast freezing

U34 - F40 Tempo de ventilador ligado

U35 - F41 Tempo de ventilador desligado

U36 - F42 Tempo do compressor ligado em caso de falha do S1.

U37 - F43 Tempo do compressor desligado em caso de falha do S1

U38 - F44 Tempo para recolhimento do gás antes de iniciar o degelo

U39 - F45 Condições para inicio do degelo ( 0 - tempo 1 - temperatura)

U40 - F46 Tempo máximo de porta aberta para iniciar um degelo instantâneo

U41 - F47 Temperatura no evaporador para inicio de degelo

U42 - F48 Tempo de porta aberta para desligar o ventilador

U43 - F49 Tempo de porta aberta para desligar as saídas de controle

U44 - F50 Temperatura máxima no condensador para desligar a saída de controle

U45 - F51 Diferencial de controle para temperatura máxima no condensador ( histerese)

U46 - F52 Tempo do compressor ligado sem atingir o set point para desligar as saídas de controle

U47 - F53 Tempo de inibição do alarme por temperatura ambiente

U48 - F54 Alarme de temperatura alta no condensador (S3)

U49 - F55 Tempo de porta aberta para emitir alarme

U50 - F56 Habilitar buzzer

U51 - F59 Deslocamento de indicação de temperatura do evaporador S2 (off set)

U52 - F60 Deslocamento de indicação de temperatura do sensor S3 (off set)

U53 - F61 Intensidade do filtro digital aplicado ao sensor 1 (0-desativado )

U54 - F62 Bloqueio de funções

U55 - F63 Tempo para bloqueio de funções

U56 - F64 Desligamento das funções de controle

U57 - F65 Modo de operações do alarme de temperatura ambiente

U58 - F66 Tempo maximo de operação de saida do compressor para manutenção

U59 - F67 Tempo para confirmação de temperatura baixa no evaporador para iniciar degelo

U60 - F68 Tempo de validação de evento de pressão alta.

U61 - Tempo de validação de evento de pressão baixa.

U62 - F70 Tempo para inibir a leitura de pressão baixa ao inicializar

U63 - Parâmetros que não são iguais ao TC900E power

U64 - Agradecimentos e dicas do Sitrad.


Mòdulo V -  Carga térmica

 

 Calculando carga térmica com SR2015 na Live com Professor Renato Minair

 

Módulo W - Aula final; uma síntese de tudo que foi estudado no curso

 

W - Vídeo 3D da montagem de uma camara frigorífica

W1 - Como montar os painéis termo isolantes da câmara fria

W2 - Como calcular a capacidade térmica da câmara com o programa SR2015

W3 - Calculando a carga térmica no SR2015

W4 - Qual tipo de evaporador devo usar no meu projeto

W5 - Escolhendo o evaporador correto para seu projeto

W6 - Escolhendo a unidade condensadora correta para o meu projeto

W7 - Qual método usar para escolher a tubulação de cobre

W8 - Como instalar corretamente a tubulação no local da obra

W9 - Tabela de tubo de cobre e conexões e sua perda de pressão, de acordo com o modelo e diâmetro da conexão

W10 - Continuação da instalação da tubulação e calculo da perda de pressão, usando sifão, considerações de um bom orçamento

W11 - Recalculando a tubulação frigorifica

W12 - Como escolher o isolamento correto para a tubulação de acordo com a temepratura do sistema

W13 - Elaboração do projeto, direto no programa SR2015 - como salvar em PDF ou imprimir

W14 - Relembrando tudo desde o inicio do projeto+

W15 - Escolhendo os acessorios - VET - valvula solenoide - tanques - filtros secadores - óleo +

Live com os alunos, Orçamento completo de Camara fria.

 

 

lINK PARA O ESQUEMA ELÉTRICO DO QUADRO EOS